HomeDireto dos BlogsA ~mágica~ do trabalho e da união: Tudo sobre a I Feira de Cerveja Artesanal de Ubatuba

A ~mágica~ do trabalho e da união: Tudo sobre a I Feira de Cerveja Artesanal de Ubatuba

texto e fotos: Helô Viana

edição: Cilmara Bedaque

Planejada com pouca antecedência, reunindo seis produtores locais que estavam praticamente se conhecendo e atraindo um público animadíssimo e muito maior que o esperado, a Primeira Feira da Cerveja Artesanal de Ubatuba – versão totalmente beta experimental – aconteceu na noite de 9 de dezembro de 2015. O evento mostrou que Ubatuba, cidade litorânea no extremo norte de São Paulo, além de suas 102 praias, a maior porcentagem de mata atlântica preservada do Brasil e uma das costas mais lindas do mundo, tem potencial para se destacar também no universo cervejeiro!

A chuva insistente não atrapalhou: foram mais de 150 litros de cerveja – parte engarrafados e parte na pressão – bebidos em menos de quatro horas pelas duzentas e poucas pessoas que passaram pelo Hostel Na Praia durante a festa que, além de muita cerveja, teve comida boa e música ao vivo de frente para o mar, na orla do bairro do Itaguá, região central de Ubatuba.

“Muita gente na hora de fechar a conta dizia e repetia que a festa tinha sido mágica!”, dizia um post do pessoal do hostel alguns dias depois do evento, ainda tentando descrever o que tinha acontecido ali, naquela noite. Só quem foi mesmo pode entender essa dificuldade de explicar…

Chamava a atenção o clima de cooperação e amizade entre os cervejeiros, a diversidade e integração do público (apreciadores de cerveja, velha guarda, jovens, proprietários de empreendimentos gastronômicos, curiosos, hóspedes gringos…), a qualidade dos produtos oferecidos, a espontaneidade e intensidade com que tudo se deu – e como deu certo!

A Feira e o movimento nas palavras dos cervejeiros
Todos os cervejeiros entrevistados mostraram-se genuinamente empolgados e alinhados em suas falas, expectativas e impressões sobre o evento e o movimento. “A ideia dos cervejeiros de Ubatuba é de um ajudar o outro pra todo mundo ter uma cerveja muito boa e a gente ser reconhecido por isso e crescer junto“, resumiu muito bem Caco Miyahara, da Biru Chan.
“Esse movimento pra mim é único. O que tem aqui hoje são pessoas que querem consumir cerveja de verdade, conhecer a galera que produz cerveja de verdade e sobretudo se envolver com aquilo que é da cidade, cerveja feita aqui, com produtos regionais, cerveja que a gente conhece a origem, conhece quem produz, conhece a essência da coisa”, Danilo Silva, da Brassaria Caiçara.
“Foi uma coisa meio que inesperada… O Pedro, dono do hostel, acabou conhecendo um e outro cervejeiro e resolveu unir a gente, entrou em contato com todo mundo, marcou uma data aqui, a gente veio, trocou uma ideia e resolveu fazer esse evento que pra mim tá sendo maior sucesso, fantástico mesmo, uma alegria, primeiro de muitos, com certeza.”, Ralph Casarsa, da Cervejaria Casarsa.
“O evento surgiu com o Pedro organizando e juntando a galera, a gente sabia uns dos outros assim de ouvir falar mas nunca tinha encontrado. Foi bem legal, começou a vender cerveja artesanal aqui no Na Praia Connection (evento cultural/musical/gastronômico que rola toda quarta à noite no Hostel Na Praia) e de repente todo mundo se encontrou, surgiu a ideia de um festival de cerveja, a ideia é que esse seja um piloto e que a coisa cresça, que aconteçam outros, de repente com brassagens coletivas e tal… Estamos bem animados!”, Leandro Ramalho, da Ubatubana
“Minha ideia há algum tempo era mesmo reunir uma galera da cerveja e fomentar essa cultura cervejeira por aqui… Foi uma surpresa descobrir seis cervejeiros de Ubatuba e conseguirmos tão rápido fazer esse evento que tá sendo um sucesso! Estamos só no início do movimento da cerveja artesanal de Ubatuba, a ideia maior é que um dia a gente consiga fazer um festival de cerveja artesanal aqui, com barraquinhas na orla, ocupar o espaço público, fazer brassagens abertas coletivas para as pessoas verem como funciona, como é feita a cerveja, mostrar os equipamentos, as matérias primas.”, Diego Bivão, da Velho Dante, deixando claro que essa parece ter sido mesmo uma grande pedra inaugural de um forte movimento cervejeiro que nasce e cresce rapidamente na cidade.

Conexões
Tudo começou no “Na Praia Connection”, recente ponto de encontro cultural e boêmio de uma turma boa de moradores da cidade nas noites de quarta-feira. Conversando aqui e ali, Pedro Gontijo e Cinthia Cristo, proprietários do hostel Na Praia e idealizadores dos eventos “Connection”, se surpreenderam ao descobrir que numa cidade pequena como Ubatuba (hoje com algo em torno de 80 mil habitantes) já havia ao menos meia dúzia de cervejeiros em plena atividade. Além de incluir cervejas artesanais locais no cardápio do bar do hostel, sentiram que podia surgir coisa boa dessa descoberta. Pedro reuniu os cervejeiros para uma conversa informal no hostel. Daí para a ideia da Feira foi um pulo! E o local, claro, virou, além de sede do evento, QG oficial das reuniões e confabulações da turma cervejeira ubatubense e point dos apreciadores das cervejas artesanais ubatubenses.

Apresentando…
Cervejaria: Biru Chan
Cervejeiro: Caco Miyahara
Cerveja oferecida no evento: APA engarrafada 300ml. Biru Chan quer dizer “pequena cerveja” em japonês. Produzindo desde julho de 2015, por enquanto só trabalhando com APA mas desenvolvendo uma Irish Red Ale para lançar em breve.
Cervejaria: Brasseria Caiçara
Cervejeiro: Danilo Silva
Cerveja oferecida no evento: IPA na pressão. Com formação de sommelier e em produção técnica de cerveja, Danilo faz cervejas em Ubatuba desde 2012, com uma proposta de usar em suas receitas ingredientes locais da mata atlântica, como o urucum e o fruto da palmeira juçara (semelhante ao açaí da Amazônia).
Cervejaria: Casarsa
Cervejeiro: Ralph Casarsa
Cervejas oferecidas no evento: American IPA engarrafada 600ml e Irish Red Ale na pressão. Produzindo em Ubatuba desde o começo de 2015, a Casarsa começou como “brincadeira” de amigos e não parou mais. Trabalha com vários tipos de cerveja, inclusive sob encomenda.
Cervejaria: Muitas Canoas
Cervejeiro: Renato Lobão
Cerveja oferecida no evento: “Rua 23” – APA engarrafada 300ml. “Muitas Canoas” é o significado da palavra em tupi Ubatuba. Sempre variando e experimentando – inclusive nos rótulos, que são um destaque da cervejaria – Lobão produz em Itamambuca desde meados de 2014 e gosta de trabalhar com cervejas bem amargas, com bastante lúpulo aromático, sabor e perfume bem forte e característico. Cervejaria: Ubatubana
Cervejeiro: Leandro Ramalho
Cerveja oferecida no evento: Weissbier engarrafada 500ml e na pressão. A Ubatubana produz na cidade desde 2013 e trabalha com vários tipos de cerveja: wit, weiss, IPA, american pale ale, pilsen…
Cervejaria: Velho Dante
Cervejeiro: Diego Bivão
Cerveja oferecida no evento: Black IPA na pressão. A Velho Dante surgiu em São Paulo, em 2012, inicialmente para consumo próprio. Hoje, crescida e naturalizada caiçara, com uma produção diversificada e constante, Bivão comemora porque já consegue viver da sua cerveja e já tem mais consumidores em Ubatuba do que em São Paulo.

Próximos capítulos…
Para quem participou desta Primeira Feira o que ficou foi uma enorme satisfação, muita expectativa e vontade de fazer acontecer de novo. E vai acontecer! A II Feira de Cerveja Artesanal de Ubatuba já tem data confirmada para rolar: na noite de 24 de fevereiro, novamente no Hostel Na Praia. O time e o evento aumentaram: o hostel tem novos sócios, as cervejarias locais agora são sete: a novidade é a Yperoig (quem provou aprovou) do recém cervejeiro João Corbisier, já muito conhecido na cidade pela sua incrível padaria artesanal Integrale. Juntas as sete micro cervejarias prometem pelo menos o dobro de litros de cerveja!

O Lupulinas seguirá acompanhando de perto e contando tudo por aqui!

image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image

Leia no Blog :  A ~mágica~ do trabalho e da união: Tudo sobre a I Feira de Cerveja Artesanal de Ubatuba

Comentários