HomeDireto dos BlogsCom Amstel, Heineken quer avançar no segmento popular de cerveja no Brasil

Com Amstel, Heineken quer avançar no segmento popular de cerveja no Brasil

Lançada no país há um ano no eixo Rio-SP, marca número 2 do grupo atinge 1% de participação de mercado e tenta conquistar um novo tipo de consumidor para a empresa holandesa
Há um ano, a Heineken decidiu trazer para o Brasil a Amstel — a sua marca número 2 — para ganhar força e escala em um nicho no qual ela não tem peso significativo no país: o das marcas populares. É o chamado segmento mainstream, o preferido dos brasileiros, por onde desfilam nomes como Skol, Brahma, Original, da Ambev, Devassa (Brasil Kirin) e Crystal (Petrópolis). “93% do volume de cerveja vendido nesse país é de mainstream para econômico aquelas de preço mais inferior no mercado”, diz Daniela Cachich, vice-presidente de marketing da Heineken no Brasil. “Se eu não estou nesse segmento, deixo de ter um potencial enorme de crescimento para a empresa”.
A Amstel chegou para fechar algumas lacunas que travavam a expansão da companhia no país — a Heineken queria posicionar um produto popular forte no eixo Rio-SP, onde suas marcas Kaiser e Bavaria não vão bem. Ao mesmo tempo, a empresa holandesa buscava oferecer um produto a um preço mais acessível e com sabor mais encorporado nos supermercados. Com a Amstel, a companhia, detentora de 22% do segmento premium de cerveja brasileiro, não ficaria refém de uma única marca, a Heineken, que dá o nome à cervejaria e custa até 50% mais do que as populares. “Lançamos um produto para justamente estar no boteco”, diz Daniela.
Fonte: Época Negócios
http://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2016/09/com-amstel-heineken-quer-avancar-no-segmento-popular-de-cerveja-no-brasil.html

Leia no Blog :  Com Amstel, Heineken quer avançar no segmento popular de cerveja no Brasil

Comentários